wigs for women wig types hair extensions for short hair headband wigs human hair wigs wig types sepia wigs wigs for black women forever young wigs synthetic hair lace wigs wig store human hair falls sherri shepherd wigs lace front wigs best wigs wigs for black women raquel welch wigs lace front wigs human hair wigs wigs for black women wigs for women cheap wigs lace front wigs human hair wigs hairpieces for women
BioInfo - A Evolução como uma Teoria

Busca

Você sabia que em muitas partes do mundo as pessoas ainda não acreditam na teoria da evolução?

Em 1925 houve um caso muito famoso, chamado 'o Julgamento de Scopes'. No caso, Scopes era um professor de ensino médio, que foi acusado de violar uma lei do Tennessee que proibia o ensino do evolucionismo em escolas públicas estaduais por esta teoria contrariar a visão bíblica da origem do homem.

 O caso repercutiu nacionalmente, sendo muito divulgado pelos canais de televisão, e dividiu os americanos entre aqueles que defendiam o evolucionismo, os evolucionistas, e aqueles que criam que a palavra de Deus, como revelada na Bíblia, estava acima de qualquer conhecimento humano, os criacionistas.

Scopes foi condenado, porém o veredito foi revisto e ele saiu livre.
 
Agora, se você pensa que essas coisa só aconteciam a muitos anos atrás... Está enganado.
 
Em 2010, no dia 25 de julho, teve uma matéria no jornal Livingston Parish News falando sobre um sistema educacional anti-evolucionário.

Em 2012 a Coréia do Sul sucumbiu às forças dos criacionistas e exemplares evolucionistas foram apagados dos livros de estudantes. Em junho do mesmo ano, Kansas recomeçou uma discussão sobre o assunto.
 
No gráfico ao lado temos as percentagens de pessoas que acreditavam na evolução no ano de 2005.
O azul indica quantos dos entrevistados afirmaram acreditar, em amarelo estão os que 'não sabem' e em vermelho os que acreditam na teoria.

Observe a posição dos Estados Unidos. No ano de 2009 o nível de pessoas que acreditavam na evolução ainda diminuiu de 40% para 35%!

Então, por que continuamos a falar sobre isso?
 
Dentro da comunidade científica não há debates sobre a veracidade da evolução. Não há uma controvérsia para ser ensinada, além da teoria da evolução.
 

Evolução é uma teoria e um fato.


O que é uma teoria científica?

Teoria - o que uma ou mais hipóteses se tornam, uma vez que foram comprovadas, verificadas e aceitas como verdadeiras. Além disso, é uma explicação para um conjunto de observações relatadas ou eventos, baseados em hipóteses comprovadas e verificadas muitas vezes por determinado grupo de pesquisadores.

A evolução já foi provada inúmeras vezes.

 
"As espécies parecem intrigantemente e praticamente perfeitamente 'desenhadas' para viverem suas vidas". Um exemplo dessa afirmação você encontra na nossa seção de 'Curiosidades', o molusco Lampsilis mussel. Clique aqui (nova janela).

Qual a aplicação médica da evolução?
Uma das principais aplicações médicas é a resistência dos antibióticos.
 
A penicilina foi descoberta em 1928 e passou a ser utilizada como fármaco em 1941. Em 1943 houve uma produção em massa de penicilina, por causa da Segunda Guerra Mundial e a propagando, como pode ver na imagem à esquerda, era de promessa de cura aos soldados feridos.
 
Logo em seguida, algumas coisas mudaram.
 
Em 1947 surgiu o primeiro caso de resistência ao antibiótico.
Em 1950 quase 40% dos microrganismos estavam resistentes.
Em 1960, 80% eram resistentes.
Por que isso aconteceu?  


Na figura temos dois tipos de população de bactérias. As azuis representam as bactérias suceptíveis à penicilina e as vermelhas são as resistentes, que são uma pequena fração do total. Agora imagine milhões de pessoas tomando o antibiótico, inclusive as vezes quando elas não precisam dele. Utilizando a penicilina sem estar precisando, a pessoa está matando as demais bactérias que de certo modo eram competidoras com as resistentes. Sem elas a bactéria resistente consegue se multiplicar livremente.
 
Então, quando você utiliza um remédio sem estar precisando, você está selecionando bactérias. Isso pode deixar as coisas mais complicadas para quem realmente precisa do remédio. Por isso, é muito importante fazer uso consciente de remédios e nunca recorrer à automedicação.
 
Outro problema com os antibióticos é que eles acabam matando mais coisas do que deveriam, como bactérias que nos ajudam na biosíntese de vitamina K e outras bactérias que nos ajudam em processos vitais ou até mesmo de proteção.

Assine nosso jornal mensal!