wigs for women wig types hair extensions for short hair headband wigs human hair wigs wig types sepia wigs wigs for black women forever young wigs synthetic hair lace wigs wig store human hair falls sherri shepherd wigs lace front wigs best wigs wigs for black women raquel welch wigs lace front wigs human hair wigs wigs for black women wigs for women cheap wigs lace front wigs human hair wigs hairpieces for women
BioInfo - Migração das Monarcas

Busca



A migração das Borboletas Monarcas (Danaus plexippus) é um dos mais maravilhosos eventos que ocorre em nosso planeta. A migração das Monarcas começa no Canadá e parte do norte dos Estados Unidos. Essa migração da Borboleta Monarca tem início em torno de outubro, que marca o final do verão e início do outono no norte, e viajam cerca de 50 quilômetros por dia. Esse período também marca o nascimento de uma nova geração, de borboletas que emergem de suas crisálidas. Essas novas borboletas não acasalarão ou colocarão ovos até a próxima primavera. Durante o ciclo da migração muitas perdem suas vidas nos obstáculos. No total, as Monarcas viajam 4.000 km para fugir do inverno e a gordura armazenada no seu abdômen garante combustível para um voô  de até cinco mil quilômetros. Pesquisadores acreditam que as borboletas "economizam" combustível pegando carona nas correntes de ar.

Como as aves migratórias, as borboletas Monarcas migram para climas mais quentes para escapar do tempo frio e da escassez de alimentos devido à queda de temperatura. No México, as borboletas encontram árvores, água e temperaturas amenas.

Borboletas nascidas a oeste das Montanhas Rochosas, nos Estados Unidos, migram para a costa da Califórnia, onde descansam em eucaliptos (Eucalyptus sp.) e pinheiros (Pinus radiata). Já aquelas nascidas a leste, seguem para o México. No México vão para as florestas de oyamel (Abies mexicana) – um tipo de abeto de madeira branca – mexicanas, que são especialmente boas para as monarcas. Lá, encontram árvores sobre as quais pousar cercadas por outras árvores que funcionam como cortina contra os ventos e tempestades. Encontram também córregos, onde podem beber água, e uma condição climática com nuvens e neblina, para a qual estão bem adaptadas.

Com o fim do inverno e início da primavera no hemisfério norte, as borboletas se tornam ativas e começa a temporada de acasalamento. Até o final de fevereiro, algumas Monarcas começam a retornar ao norte. Isso inicia a migração da Primavera, que começa com apenas metade da população original de borboletas. De 40% a 60% das Monarcas morrem durante sua estadia no México. Ao longo do caminho de volta para casa.

As monarcas fêmeas recolonizam toda a América do Norte quando, migrando, põem seus ovos sobre trepadeiras, ervas e arbustos, dando origem à novas borboletas que vão continuar o voô de volta da Primavera.

Muito curioso: Monarcas que migram, fazem a hibernação nos Abetos Oyamel. Elas usam sempre as mesmas árvores a cada ano quando migram, o que é estranho, pois elas não são as mesmas Monarcas que estavam la na estação anterior.