wigs for women wig types hair extensions for short hair headband wigs human hair wigs wig types sepia wigs wigs for black women forever young wigs synthetic hair lace wigs wig store human hair falls sherri shepherd wigs lace front wigs best wigs wigs for black women raquel welch wigs lace front wigs human hair wigs wigs for black women wigs for women cheap wigs lace front wigs human hair wigs hairpieces for women
BioInfo - A Picada de um Pernilongo

Busca

Os pernilongos estão em primeiro lugar no ranking de animais mais mortíferos do mundo. Eles transmitem diversos tipos de doenças em quase todas as regiões do planeta.

Seu aparelho bucal perfura nossa pele e suga o sangue presente em capilares da região. Mas como ele faz isso? O que é aquela vermilhidão e aquela coceira que ficam no local da picada?

mosquito

Apenas as fêmeas necessitam se alimentar de sangue, para a produção dos ovos. Os machos se alimentam de seivas vegetais e néctar. Chamamos o aparelho bucal do pernilongo de picador-sugador. Seu aparelho bucal consiste de um lábio que envolve diversas estruturas, mas apenas uma penetra na pele - a probóscide, que atua como uma agulha retrátil -, as demais auxiliam na sustentação. O estilete contem dois canalículos, por um deles o mosquito injeta sua saliva na pele, e pelo outro ele suga o sangue. A saliva do mosquito apresenta anticoagulantes, anestésicos e outras substâncias que causam uma reação alérgica.

mosquito2 Após a picada, um tipo de célula de defesa do corpo, os mastócitos, liberam substâncias de combate aos corpos estranhos da saliva do mosquito. A histamina é uma dessas subtâncias e tem a função de elevar a circulação sanguínea do local, o que confere a vermelhidão e o inchaço no local da picada. A histamina acaba causando coceira e ao coçar, acabamos machucando a região e permitindo a entrada de bactérias, o que pode levar à uma infecção.

Quando a pessoa é alérgica e sofre de com uma reação exacerbada, ela necessita tomar anti-histamínicos, que faz com que o corpo libere menos histamina. A coceira pode variar de pessoa para pessoa, de acordo com o sistema imune de cada um.

Veja o vídeo a seguir, capturado em nível microscópico pela cientista Valerie Choumet do Instituto Pasteur, em Paris. O vídeo mostra o momento da picada de um dos mosquitos transmissores da malária (Anopheles gambiae) em um rato anestesiado.

Um outro vídeo mostra o exato momento em que o estilete encontra um vaso sanguíneo. Em média, os pernilongos podem beber o sangue por 5 minutos. Pode acontecer de o vaso romper e espalhar células sanguíneas em regiões vizinhas.

Neste vídeo você pode ver externamente um mosquito sugando sangue. Note como seu abdôme cresce e fica avermelhado. A espécie desse vídeo é Aedes communis e não transmite doenças. Veja que o aparelho bucal fica dobrado para trás, para fornecer sustentação a apenas uma estrutura fininha que suga o sangue. No final do vídeo as estruturas se unem novamente em apenas um lábio, mas esse momento é bem rápido.