wigs for women wig types hair extensions for short hair headband wigs human hair wigs wig types sepia wigs wigs for black women forever young wigs synthetic hair lace wigs wig store human hair falls sherri shepherd wigs lace front wigs best wigs wigs for black women raquel welch wigs lace front wigs human hair wigs wigs for black women wigs for women cheap wigs lace front wigs human hair wigs hairpieces for women
BioInfo - Alasca: Vegetação

Busca

O alasca central-sul inclui extensas cadeias montanhosas com os maiores campos de gelo do hemisfério norte, fora da Groenlândia. Florestas temperadas e campos arbustivos cobrem as regiões costeiras do sul, enquanto uma floresta boreal cobre vales e planícies do interior.
 

 fig1

Extensos campos de gelo que hoje existem nas montanhas de Kenais, Chugach, St. Elias Range, e Montanhas Wrangell do Central-Sul do Alasca. Nessa foto, parte da enorme geleira Malaspina aparece fluindo para o sul. As cristas sinuosas na superfície da geleira em primeiro plano são moreias mediais cobertas por neve. Foto por: T. Ager

 

fig2

Geleiras atuais do centro-sul do Alasca, encontradas ao sul da península Kenai e na Enseada do Príncipe Guilherme. Icebergs se formam conforme porções terminais da geleira vão entrando em colapso. Foto por: T. Ager

 
       

A região central-sul do Alasca é uma região de interesse para a investigação paleoambiental porque grande parte do ambiente foi enterrado sob o gelo glacial durante a última glaciação. Com a deglaciação, vários tipos de vegetação se desenvolveu em diferentes áreas, refletindo a topografia, clima, solo e sementes locais. A tundra e a vegetação arbustiva se desenvolveram cedo, e muitas das plantas que compõe essas comunidades vegetais vieram de "ilhas" de terras não glaciadas dentro da região centro-sul do Alasca.

A vegetação da Floresta Boreal se desenvolveu durante a primeira metade do Holoceno nessa região, exceto na costa. A maioria das plantas dessa floresta migraram para o centro-sul a partir do interior não glaciado, sendo que são intolerantes à umidade e climas amenos da região costeira.

As regiões costeiras, especialmente a costa da península de Kenai, Enseada do Príncipe Guilherme e os flancos sul das montanhas de Chuhach e St. Elias, são vegetadas por tundra marítima, matas de herbáceas e florestas costeiras de Picea sitchensis (árvore cuja madeira é utilizada na confecção de violões), cicutas e Populus spp. A chegada da vegetação de floresta costeira na região centro-sul foi relativamente demorada, em comparação com a floresta Boreal.

     

fig3

Florestas boreais ocupam os vales do interior da região central-sul, assim como o Vale do Rio Nenana, mostrado na foto. Essas florestas hoje ocupam vales que estavam cheios de gelo glacial durante a última grande glaciação. Foto por T. Ager.

 

fig4

Centro de solo de turfa próximo ao Aeroporto Internacional Ted Stevens fornece um registro de pólen record, datando 11.500 anos em radiocarbono. Foto por T. Ager.

       

fig5

A vegetação de tundra nas montanhas de Chugach é adaptada para estações curtas e solos variando entre fino e rochoso. A tundra alpina sobreviveu em áreas livres de gelo durante a glaciação. Foto por T. Ager.

 

fig6

Florestas costeiras do centro-sul do Alasca geralmente são composta de Picea sitchensis, cicuta montanhosa e Populus trichocarpa em alguns vales. Na Enseada do Príncipe Guilherme e regiões do leste, cicutas do oeste e Cupressus nootkatensis também podem ser encontradas na vegetação. Essa foto mostra um pequeno pântano de musgo perto de Girdwood, cercado por cicutas montanhosas.

       

 Fontes:

I. http://gec.cr.usgs.gov/archive/alaska/alaskaB.html